ARPAS
Associação dos Residentes do Passo do Salso
Pesquisa

CURIOSIDADES DO RIO GRANDE DO SUL
Por Glaucia Lara (Administrador do Jornal), em 2013/02/266602 leram | 0 comentários | 213 gostam
Existem muitas palavras usadas pelos gaúchos que muitas veses ouvimos e não sabemos o que significa, e também não procuramos saber seu significado por preguiça,falta de tempo ou de interesse mesmo!Veja e confira se não é interessante!

Palavras típicas do Rio Grande do Sul
 
 Você sabia?
Ser gaúcho é ser único... É não deixar faltar em casa erva, cuia, bomba e chaleira de água quente pro chimarrão... Para o gaúcho tudo é "trilegal", "trimaneiro", "tribom", "trigostoso"... Uma expressão muito usada pelo gaúcho é o "bah" e geralmente vem seguida de um "tchê", ela é usada como espanto, como alegria, como alerta.....apenas com uma entonação na voz, viu só???
Isso é que se chama de ter várias utilidades!!!! O gaúcho tem tantas formas e maneiras de falar, que se um dia for por lá passear espero que o patrão do céu nos acolha num chamego de rolar no pelego, e que deixemos nossas querências pra fim de prosear sorvendo um amargo e lascando uma chepa gorda, tchê!!

Dicionário do gaucho..

Abichornado: triste, desanimado, abatido
À boche: à vontade, em grande quantidade, muito
Abombado: cansado por ter caminhado muito ao sol. Aplica-se aos animais, em especial ao cavalo e também às pessoas
Abrojo: carrapicho, semente espinhosa da planta malvácea com esse nome
Alce: trégua, folga.
Não dar alce ou não ter alce: não dar ou não ter trégua, folga, oportunidade. Também se aplica ao ato de levantar o cavalo pelas rédeas.
Achicar: apequenar, encolher.
Achicar-se: fazer-se de humilde
Achuras: miúdos de animal, vísceras. Também diz-se fressuras
Acoquinhar: inquietar, assustar, importunar
Afeitar: Cortar a barba.
Água Benta: Cachaça, destinada a ser bebida ocultamente.
Alcaide: Cavalo ruim, velho, sem serventia, aplica-se também a coisas e pessoas.
Alambrado: aramado
Alarde: ostentação, vanglória, jactância
Alarife: esperto, vivo, trapaceiro
Alarifaço: superlativo de alarife
Alarido: barulho, gritaria, algazarra
A lo loco: impensadamente. O mesmo que a lo bruto
Al fim e al cabo: ao fim e ao cabo, finalmente, até que enfim
A lo bruto: violentamente, impetuosamente, sem muita conversa
Alpedo: à toa, sem rumo, a esmo, vagabundeando
Amargo: sinônimo de chimarrão, mate sem açúcar
Amanonsear: amansar o cavalo com a mão, sem montar. No dizer do gaúcho, "amansar por baixo"; tirar as cócegas e manhas do animal.
À meia-guampa: fig. embriagado, ébrio
A moça: a última, a derradeira. Em jogo de cartas, a derradeira mão; em baile, a última dança.
Anca: quarto traseiro dos quadrúpedes, garupa
Andar com o pé que é um leque: fig. andar com vontade de dançar
Andar cortando arame com os dentes: fig. andar sem dinheiro
Andarengo ou andejo: o mesmo que andarilho
Andar de orelha em pé: Andar prevenido, atento, de sobreaviso
Andar matando cachorro a grito: Andar sem dinheiro, na maior miséria
Andar pelo cabresto: Ser conduzido por outra pessoa.
Andar de rédea solta: Andar à vontade,governar-se, dirigir-se.
Andar pelas caronas: Andar mal, em dificuldades.
Apadrinhador: o que protege, montando em cavalo manso, ao que está gineteando. Também dizem em algumas zonas, amadrinhador.
Aparição: o mesmo que assombração, visão, fantasma
Apercatar-se: aperceber-se, tomar conhecimento por si mesmo.
Apinhoscado: o mesmo que apinhado, agrupado
Aporreado: cavalo que nunca foi bem domado, rebelde
Aplastado: cansado, esmorecido. Aplicado aos animais e às pessoas
Aplastar: tornar plastado
Aplumar: deixar a prumo, reto. Fig.: erguer, acomodar
Aplumar-se: acomodar, erguer-se, colocar-se bem
Apojar: ato do bezerro mamar, após a primeira ordenha, para então extrair-se o último leite, que é mais espesso, o apojo. Fig.: apojar vaca morta ou tirar leite de vaca morta: trabalho inútil, perda de tempo
Apotrado: que tem manhas de potro. Animal ou pessoa.
Apotrar-se: ficar bravio como o potro, referindo-se ao cavalo. Extensivo às pessoas. A rebenque e espora: cavalo que anda sob essa condição é porque está cansado, aplastado. Fig.: conseguir-se algo a muito custo, a duras penas.
Arrastar a asa: namorar, galantear
Bagual: Cavalo que não foi castrado
Balaquear: Gabar-se, mentir, conversar fiado, vangloriar-se.
Barbaridade: Barbarismo, exprime espanto, admiração, surpresa.
Bate coxa: Baile, dança, arrasta-pé.
Bolicho: Casa de negócio de pequeno sortimento, de pouca importância, bodega
Bombacha: Peça (calça) que caracteriza o gaúcho de origem turca e foi introduzida na América pelos comerciantes ingleses.
Brocha: Corda ou tira de couro com que se prende o boi a canga ligando os canzisembaixo do pescoço do animal.
Buenacho: Muito bom, excelente, bondoso, cavalheiro.
Capilé: Refresco de verão, um pouco de vinho tinto com água num copo e açúcar a vontade.
Cevador: Pessoa que prepara o chimarrão e distribui entre os que estão tomando.
Chasque: Mensageiro, estafeta, próprio, pessoa que se despacha levando uma mensagem.
Chimarrão: Bebida típica do Rio Grande do Sul, servida em cuia de porongo feita com erva mate, bebida com água quente (não fervida).
Chirú: Índio velho, indivíduo de raça crioula.
Crioulo: O natural de determinado lugar, região, estado, país.
Cusco: Cão pequeno de raça ordinária (guaipeca).
Dar uma facada: Pedir dinheiro emprestado.
De orelha em pé: De sobreaviso, atento
Dobrar o cotovelo: Beber, levar o copo à boca.
Engasga-gato: Ensopado com pedaços de charque da manta da barrigueira.
Esconder o leite: Negar à pessoa o que havia prometido.
Estar com o diabo no corpo: Estar furioso, estar insuportável.
Fuxico: Costura mal feita, enredo, intriga.
Galpão: Trata-se de uma grande construção, igualmente rústica, onde vivem os peões
Gauchada: Grande número de gaúchos, façanha de gaúcho, cometimento muito arriscado, proeza no serviço de campo, ação nobre, impressionante, corajosa.
Gauderiar: Vagabundear, andar errante, de casa em casa, sem ocupação séria.
Guapo: Forte, valente, bravo
Guaiaca: É uma invenção gauchesca em cima do cinturão europeu, "guaica" em quíchua quer dizer bolsa.
Guri: Criança, menino, piazinho, serviçal para serviços leves nas estâncias.
Japiraca: Mulher de temperamento irascível, rezingueira e insuportável.
Jururu: Cabisbaixo, Tristonho, Abatido, Melancólico, Pensativo.
Mão de leitão: Indivíduo avarento, seguro, usuário.
Macanudo: Bom, superior, poderoso, forte, inteligente, belo, rico, respeitável.
Mate doce: Exclusivamente feminino, a água é a mesma do chimarrão, adoçado com açúcar queimado ou mel.
Minuano: Vento frio e seco que sopra do sudoeste, no inverno, vem dos Andes.
Morocha: Moça morena, mestiça, mulata, raparinga de campanha.
Nativismo: É o amor que a pessoa tem pelo chão que nasceu, onde é nato.
Orelhano: Animal sem marca, nem sinal.
Pago: Lugar onde se nasceu.
Paisano: Do mesmo País, amigo, camarada, camponês, não militar.
Pampa: Vastas planícies do Rio Grande do Sul e dos Países do Prata, coberta de excelentes pastagens que servem para criação de gado.
Pêlo duro: Crioulo, genuinamente Rio-grandense, diz-se de pessoas e animais.
Piquete: Pequeno potreiro ao lado da casa, onde se põe os animais utilizados diariamente.
Poncho: Espécie de capa de pano de lã de forma retangular, ovalada ou redonda, com uma abertura no centro, por onde se enfia a cabeça.
Puchero: Sopão com muito vegetal e carne de peito, sem tutano e sem pirão.
Querência: É o lugar onde se vive.
Tapejara: Vaqueano, guia ou prático dos caminhos, gaúcho perito.
Tchê: Equivalente a tu aí, ou tu simplesmente, usa-se também como vocativo: "Como vai, tchê?" Para chamar a atenção.
Terneiro: Cria de vaca até 01 ano
Tirar o pêlo: Matar, cobrar preço excessivamente alto.
Topete: Audácia, arrogância, atrevimento, saliência da erva-mate que fica fora da água na cuia do chimarrão.
Tradição: É o culto aos valores que os antepassados nos legaram.
Tramposo: Intrometido, intrigante, velhaco, cargoso
Tropeiro: Condutor de tropas, de gado, de cargueiro.
Vitela: Terneiro recém-nascido, até 01 mês.
Virar o mate: Remover a erva de um para outro lado da cuia, para tomar o mate mais forte

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário
 




Top Artigos: Amor de Mãe